Bitu Cassundé.jpg

BITU CASSUNDÉ

Carlos Eduardo Bitu Cassundé é curador e pesquisador em artes. É mestre em Artes pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minhas Gerais (UFMG) e graduado em letras pela Universidade Federal do Ceará. Atualmente é curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará e coordenador do Laboratório de Artes Visuais do Porto Iracema das Artes, em Fortaleza. Foi curador-assistente e coordenador de pesquisa no Museu de Arte Contemporânea do Ceará (Fortaleza, 1998 a 2007). Integrou a equipe curatorial do Programa Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (São Paulo, 2008 a 2009). Dirigiu o Museu Murillo La Greca (Recife, 2009 a 2011). Seus últimos projetos curatoriais foram: Leonilson: Sob o peso dos meus amores, no Instituto Itaú Cultural (São Paulo, 2011) e na Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre, 2012); Metrô de Superfície, no Paço das Artes (São Paulo, 2012); Metrô de Superfície II, no Centro Cultural São Paulo (São Paulo, 2013); Rotas: desvios e outros ciclos e Leonilson Inflamável, ambas no Museu de Arte Contemporânea do Ceará em 2013; Das Viagens, dos Desejos, dos Caminhos, no Museu Vale (Vila Velha, 2014). Com Clarissa Diniz formou a coleção contemporânea do Centro Cultural Banco do Nordeste, vinculada ao projeto Metrô de Superfície. Participou da equipe curatorial da 5º edição do Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça e do Salão Arte Pará 2015. Integrou o corpo curatorial do 19º Festival Videobrasil. 

Fonte do texto:

CARLOS EDUARDO BITU CASSUNDÉ. In: Currículo Lattes, 2009. Disponível em: <http://lattes.cnpq.br/4298323621754116>. Acesso em 21 de set. de 2020.

 

Fonte da imagem:

SUTIL SINTONIA. In: Panoramas do Sul, [201?]. Disponível em: <http://www.19festival.com/curadoria.php>. Acesso em 21 de set. de 2020.